Carla Marques Calado | De Anorética a FitMom

 

carla3

Nome :  Carla Marques Calado

Idade : 38 anos

Modalidade : Fitness 

Peso : 55 kg

Altura : 1.58 cm

 

I

1.1 Esta pergunta pode parecer despropositada ou básica, mas diz-me por palavras tuas o que é viver com anorexia ? Ou melhor, quem era a Carla nos tempos de anorexia ?

Até aos 26 anos era uma rapariga absolutamente normal, extremamente segura e confiante, magra mas na média dos 49/50 kgs (era moda ser magra lol). Nunca fui arrogante! Gosto de pessoas com personalidade mas a arrogância sempre me irritou. Aos 26 anos engravidei e durante o período de gestação aumentei quase 20 kgs. Estava tão feliz, e a médica nunca se importou com o aumento de peso, porque segundo ela, eu estava a “arranjar espaço” para o bebé. Até aqui tudo bem. Porém, a crueldade das pessoas que me rodeavam fez com que se carlaqdesse o “colapso”. Para quem não sabe durante a gravidez dá – se uma grande alteração no sistema hormonal. Há quem saiba lidar com isso mas eu infelizmente não fui capaz. Comentários como: ” xi tás tão gorda, nunca mais vais ser normal ou bonita, oh que hipopotamo tão bonito, etc”, foram para mim muito agressivos. Perguntam – me, então se estavas a gerar o maior amor da tua vida porquê esta reacção? Não tenho resposta! Entrei em depressão pós – parto, só detectada um ano depois aquando duma consulta com a minha médica de família, que viu pela minha forma de falar e estar. Só queria estar fechada, o meu filho e familiares mais chegados chegavam. Fechei – me totalmente. Se sempre fui uma pessoa impulsiva (agora estou a melhorar bastante nesse aspecto eheh) naquela altura era completamente impossível lol. Bastava uma palavra para eu “inflamar” e ter respostas para todos, respostas agressivas e mesmo com o intuito de magoar. Fiz muitas asneiras magoei aqueles que mais gostava, mas acho que me souberam perdoar. Não é fácil de lidar com uma pessoa assim. Ao fim de 4 meses estava com o mesmo peso que tinha antes de engravidar… mas a depressão veio para ficar…

1.2  Foste acompanhada por algum médico ? 

Primeiro é preciso explicar que a minha anorexia durou 8 anos. Num rasgo de pouca lucidez jurei a mim própria que ia ser tão magra, mas tão magra que nunca mais ninguém iria proferir a palavra gorda. Deixei praticamente de comer. Fazia comida para o marido e filho. Mas eu só comia sopa, ou 3 taças de cereais sem açúcar com leite magro. Comia socialmente sim, mas quando chegava a casa sentia-me muito gorda ia para a casa de banho, abria a água e vomitava. Poucos souberam disto. O meu marido só soube há pouco tempo. Com toda esta “brincadeira” tenho uma hérnia no hiato, várias lesões na coluna e desenvolvi o síndrome vertiginoso crónico, que no meu caso tem a ver com o equilíbrio nos cristais dos ouvidos (não se sabe ainda a causa e não tem cura) mas bastava ter uma crise aguda de stress lá vinha ele (esta síndrome também faz emagrecer).
Tomei para a depressão Xanax, Socian, Prozac… etc etc etc. Porém, mesmo “drogada” não dormia mais que três horas seguidas por noite. Andava sempre cansada… cheguei aos 41 kgs vestida, não caí mais porque caí literalmente , mas isso já explico mais à frente ;). Os médicos e especialmente o meu otorrino estavam bastante preocupados. Mas eu não queria saber.

1.3 Praticavas algum desporto nessa época ?

Nãoooo. Odiava qualquer tipo de actividade física eheheh

1.4 Como eras vista pela família, amigos e conhecidos ? 

A minha família e amigos diziam que eu estava super magra, os conhecidos eram burros (ups) e achavam – me o máximo. Graças a Deus a minha relação com o meu marido não foi afectada porque ele realmente foi muito, mas muito paciente. Eu tinha um “buraco” na barriga, mas via não sei onde, peles e gordura, e para conseguir dormir o meu marido tinha de me dizer que estava super magra. Pronto, assim já dormiria em paz. Ele foi o único que sempre se apercebeu de tudo. Mas lá está não se muda uma pessoa assim. Ou era internada (e não tinha histórico para isso) ou acordava por mim. Sim porque a mudança está em nós, e só em nós!

1.5 Nesses tempos achavas-te bonita ?  Como era a tua relação com o espelho ?

Sim, nos dias em que o espelho me dizia que estava superrrr magra gostava muito de mim. Maquilhava – me imenso, hoje acho horrível quilos de maquilhagem (ah mas adoro, deixar não deixo, é aquele lado muito feminino que tenho lol), mas na altura era um truque para disfarçar a cara de doente. Nos dias que o espelho me dizia que estava gorda, fechava – o, por completo.

II

2.1 Creio que sempre ouviste a frase, “tens de comer !”. Qual era a tua reacção nestes momentos ?

Ui era uma constante essa palavra, inventava, “sabes que tenho a hérnia no hiato não posso comer como uma besta”.  Sim era irritante. E quando me diziam que estava melhor lá ia a boa da Carla à farmácia comprar diuréticos e todos os produtos “milagrosos” que apareciam na TV. Se emagrecia ? Claro! Então se eu não comia, por si só já tenho um metabolismo hiper, mega acelerado 100/ 200 gr iam á vida. Quanto mais magra mais orgulhosa ficava. Nunca mais ouvi a palavra GORDA!!!

2.2 Descreve-me a tua relação com a comida nesses tempos.

Hoje vejo e oiço muitas miúdas a falarem de hidratos, proteína etc com grande (ou melhor, pouco..enfim) conhecimento. Eu até ao ano passado (quando eu sei que me curei para sempre) não sabia o que isso era. Toda a comida era um monstro. Se calhar até comia arroz – um hidrato limpo- e pensava que não engordava. As barritas e bolachas cheias de açúcar faziam parte da minha alimentação e achava que sabia o que era melhor para mim, lol. Mas ao meu filho não dava. Engraçado para os outros tinha discernimento.

Hoje sei que não precisei de ajuda externa por exemplo de psicólogos, psiquiatras (tenho grande respeito por estes profissionais) porque descobri uma força adormecida. Não tenho nada contra quem conta as macros e agora já entendo o porquê. Mas não o faço. Não faço pela simples razão que não posso ficar “presa” a contagens. Sei como o meu corpo reage e faço adaptações, leio imenso sobre alimentação e o meu corpo reage bem. E “oiço”, saber ouvir é muito importante. MAS atenção não liguem a esta parte porque como digo, isto funciona comigo e pode não funcionar com vocês. Auto – disciplina é a chave para o sucesso. EQUILÍBRIO como não pretendo competir quando me dá na real gana como “porcarias” sem culpas. Mas tento manter – me o mais saudável possível. Só quero ser ser uma “fitmom” feliz 😉

carla1

Marido da Carla

 

2.3 O que te fez mudar ? Quem influenciou essa mudança ?

A mudança… hoje faço uma vénia ao dia 17 de fevereiro de 2012. Como é habito acordo sempre ás 6 da manhã. Mas nesse dia tudo foi estranho, o “mundo” andava á roda a uma velocidade vertiginosa. Mas mais uma vez, em vez de pedir ajuda (teimosaaaaaa) levantei – me. Aquilo que senti foi surreal. O sangue desceu literalmente da cabeça aos pés. Desmaiei! Aquilo que aconteceu a seguir prefiro não referir, mas segundo consta foi mau demais. O meu filho tinha 8 anos e assistiu a tudo!!!! Acordei com o marido e filho a ligarem para o INEM, e aqui a doida levantou – se e disse que não ia para o Hospital coisa nenhuma. Por volta das 11 horas a cabeça começou a inchar e aí sim tive medo e lá fui. TAC, exames (sangue, electrocardiograma etc). Tudo ok… fractura do perónio: check! Mais desespero, uma pessoa que faz tudo sozinha depender dos outros até para a higiene? Horrível!!! Já na fisioterapia, tomei a decisão de ir para um ginásio. Fui mas aí punham me só a fazer cárdio com medo que me partisse, logo mais peso perdido… por motivos que não valem a pena referir (já passou) tive de mudar de ginásio. E aqui entra um dos grandes homens da minha vida o meu mano, o Enfermeiro João Marques. Mais novo do que eu e disse : vens para o meu ginásio JÁ! E eu fui eheheh. Aqui mais que um ginásio encontrei uma família que me ajudou imenso. Fiz grandes amigos :). O Mestre José Maria dono do Zm Muscle Club, não teve cá “mimimis” comigo. Passei uma fase de habituar os músculos e passei a “carregar ferro” sem dó nem piedade. No inicio aumentei de peso  e confesso que não foi muito fácil. Mas agora sei que foi o melhor que fiz. Agora quero continuar a “crescer” naturalmente até aonde o corpo der, porque nesta idade não é tão fácil assim, e depois daqui a uns anos logo penso na tonificação e afins. Agora ser magra/ escanzelada aflige- me. Eu quero é ser grandeeee ahahahahaha

III

carla13

Poderosa ❤

3.1 E a Carla de Hoje, como a descreves ?

Eu hoje apesar de muitas faltas e de tudo e tudo (do meu mano principalmente) SOU UMA MULHER FELIZ e muito mais tranquila. Mas ainda tenho os meus momentos de impulsividade, acho que isso vai morrer comigo lol. Mas agora tento fazer um esforço para pensar antes de falar. Mente sã em corpo são… frase que começa a fazer parte de mim 😀

3.2 E o interesse pela musculação de onde surgiu ?

O interesse pela musculação veio mais uma vez com a ajuda do meu mano, a minha grande inspiração. E comecei a interessar me por este “mundo” , e hoje tenho já um grande conhecimento de quem é quem no mundo do fitness e bodybuilding. Não quero ser igual a ninguém, porque além do mais tanto gosto dum corpo bikini ftness ou bodyfitness, quero o meu, e apenas o meu corpo de sonho, porque apesar de gostar muito de certos corpos sei que não posso atingi-los. Não são meus. A genética é sempre diferente. Não quero ser mais nem menos que ninguém só quero ser EU 🙂 E conversas que deixamos de ser femininas por treinar e tal, é tudo “treta” eu posso ser “grande” e ser feminina. É importante olhar para o interior e não só para o exterior, isso é um trabalho utópico mas que muitos deviam fazer 😉

3.3 Qual é a mensagem que tens a dar a todas as mulheres que estejam a passar pela mesmo situação que tu (no passado) ?

Em relação a todas as futuras mamãs leiam bem, por favor, foram 8 anos a atrofiar “muscularmente” e emocionalmente. A depressão eu sei, hoje, quando vem, vem silenciosa, e depois é muito difícil, mas se estiverem preparadas e se, se informarem mais talvez consigam ignorar a ignorância da humanidade! Eu tenho 38 anos a caminho dos 39, já não sou jovem, mas consegui mudar. NADA é impossível!!!! Ah e a idade está muito também nas nossas cabeças. Hoje sou muito mais segura e bonita que aos trinta eheheh. 😀
Em relação às meninas (adolescentes) infelizmente pouco posso fazer, mas lembrem – se a vida é tão curta, VIVAM, sem muitos disparates esta vida que é única. Há sempre solução, mesmo que no inicio seja difícil de vislumbrar.

3.4 Tens algum agradecimento a fazer ? Tens alguma associação que queiras promover ? 

carla8

Zé Maria, Carla e o João

Claro que o meu grande agradecimento vai primeiro para o meu marido e filho que me aturaram estes anos todos sem grandes stresses. Porém à GRANDE mudança (existe muita gente que foi a chave), ao José Maria o Dono do ginásio que eu quero andar até ter 80 anos 😉 , aos amigos que fiz lá e que me dão sempre uma grande ajuda, aos amigos do Instagram – sim porque muitos não são apenas seguidores, são amigos mesmo que eu sei, e por isso decidi lá fazer o meu “diário”. Embora recuperada sinto que posso ajudar alguém com a minha ténue alteração física e grande mudança psicológica, a esta rede social um grande bem haja. Sim, eu sei que há muita gente próxima que me segue por cusquice, a esses só digo: Sejam felizes! Mas voltando à grande questão o meu maior agradecimento vai para o meu mano, que adoro do fundo do coração, nunca foi de grandes palavras comigo, mas a presença…ah isto sente – se, e não se explica… Dávamos tão mal (quando éramos miúdos), culpa minha, claro eheh, e dou por mim a sentir que sem ele não é fácil estar de pé. Prometi – lhe ser forte quando ele e a minha querida cunhada foram para o UK (isto foi um grande “murro no estômago”) e estou a cumprir e é engraçado, não é difícil ser forte, é só uma questão de trabalhar a “psiqué” e estar bastante concentrada. Lema de vida: Viver um dia de cada vez… dream big and carve your own path… e serei sempre feliz porque “Tenho em mim todos os sonhos do mundo”…para quem não sabe o nick @pessoa1976 tem a ver com a grande paixão pelo poeta. VIVAM, COMAM, TREINEM PESADO que não morrem por isso 😛

 

Obrigada Carla ! 😀


Acompanhem os irmãos mais fits e simpáticos no Instagram :

@pessoa1976

@jmfitjourney.uk

O João no Blog :